Verdades Secretas da Maternidade

  • 1
  • 15 de outubro de 2015

Fiquem tranquilas…Esse post não vai ter RajGrey, KikaKikando ou Boca de Golfinho. Mas não pude deixar de fazer referência à novela Verdades Secretas e ao engraçadíssimo Hugo Gloss que tanto me fez rir durante a gravidez com seus resumos dos episódios. Preciso reconhecer que eu raramente via a novela, preferia os resumos. haha Na verdade era um dos meus momentos preferidos do dia no trabalho, algo como um momento de pausa para risadas. Afinal, no meio de tanta coisa para fazer, ler um resumo como os dele faziam com que o pessoal se desligasse um pouco e voltasse com mais gás. Uma coisa que eu reparei após ter meu primeiro filho é: você nunca vai estar preparada para a experiência (e ponto)! Por isso, existem algumas “verdades secretas” que precisam ser desmistificadas. Aaaah, mas claro que algumas coisas eu não vou contar. Afinal, é preciso passar por tudo isso e superar cada etapa.

Vamos lá, vou falar sobre algumas coisas que ninguém me falou e que podem ajudar as novas mamães. Lembrando que o meu baby tem só 15 dias, ou seja, podem existir outras milhares de verdades que eu ainda não descobri. Mas se forem relevantes, faço um post. Fiquem susse!

 

Balao-mundo-mae-fit#1 Quando você sai do hospital sua barriga de grávida continua lá. Ou seja, nada de comprar um vestido lindo para sair da maternidade (eu fiz isso! -.-‘) porque você vai parecer que ainda está de 7 meses, um balãozinho mesmo. Não estou brincando! SETE meses. Depois de uma semana eu parecia estar de 4 meses! Agora, hummmmmm…pareço estar de 2 meses. Minhas roupas de antes de engravidar já servem, mas fica uma pancinha. Aí, o segredo: cinta. haha

#2 Shit happens all the time. Um exemplo: no primeiro dia do nosso baby ele simplesmente engasgou com líquido amniótico e ficou roxo! Resultado, meu marido correndo (literalmente) pela maternidade atrás da enfermeira. Tudo resolvido, mas gente, que susto. Ou seja, você pode estar em qualquer lugar e essas coisas acontecerem. Ontem ele engasgou no shopping, mamando. Meu filho é mega guloso e por isso essas coisas acontecem.

#3 Sabe aquela máxima “durma enquanto ele ainda está na barriga”?! Ela é REAL. Você vai dormir muito pouco, mas muito pouco mesmo. Dividir as tarefas noturnas com seu marido ou familiar ajuda demais. Deixe o orgulho de lado e peça ajuda. Ser mãe é lindo, mas é foda também. Sorry pelo palavrão, mas expressa bem o que sinto no momento. Sinceridade, você vê por aqui.

#4 Em média, troco 9 vezes a fralda do meu filho por dia. Ele mama a cada 3 horas (com exceção da madrugada, onde chega a dormir por 4 horas seguidas – a mãe e o pai comemoram enlouquecidamente haha). Por isso, faça um chá de fraldas. MESMO! Já estou na XP, e o baby só tem 15 dias. Ou seja, use a cabeça e já avise o tipo e tamanho de fralda que você precisa para cada convidado. E não, isso não é errado. Usar a cabeça simplesmente facilitará seu mundo. As vezes colocamos limitações por acharmos que seremos mal interpretadas e isso é uma bobeira. Seja prática! Peça ajuda para as suas amigas com filhos, eu fiz isso e deu tudo certo.

Tão lindos e barulhentos...

Tão lindos e barulhentos…

#5 Cólicas são realmente um saco. Descobri que vou ter que cortar várias coisas da minha alimentação em prol do bem estar do Alec. Hoje eu li sobre cebola e alho, que isso dá cólica. São os dois ingredientes que vou cortar amanhã. Li que as cólicas duram, em média, até o terceiro mês. Posso cortar isso (assim como o meu lindo e almejado CHOCOLATE) por este tempo e priorizar as poucas horas de sono que temos. haha

#6 Eu não dei conta sozinha. Provavelmente daria se não tivesse outra opção, mas vamos lá…se tem ajuda, melhor. Fico imaginando o quão fortes são as mães-pais que fazem tudo sozinhas e sem ajuda da família. Tiro meu chapéu, vocês realmente têm o meu respeito e admiração. Minha mãe já dormiu aqui em casa por duas noites para me ajudar, hoje inclusive. Tive que rir com ela me ajudando a trocar a fralda do meu pequeno “sirene” às 3 da manhã. Porque de dia é uma coisa, mas é a noite que o bicho pega.

#7 Uma amiga minha falou assim para mim enquanto eu ainda estava grávida: saí do hospital usando a cinta. COMO GENTE!? hahaha Eu juro que estava encanada com isso, afinal o blog se chama Mundo Mãe Fit, né! Mas é tipo IMPOSSÍVEL. Eu comprei uma P e na primeira tentativa de colocá-la, após 6 dias do parto, NUNCA passou das coxas. Aí cheguei na seguinte conclusão (besta!): comprei muito pequena. E pela lógica, iria trocar por uma M. Mas tive a iluminada ideia de falar sobre o assunto com a menina que trabalha no Banco de Leite e ela falou: não troca, tu vai entrar…espera dar 10 dias. E pasmem, com 10 dias eu entrei (aos trancos e barrancos). Hoje ela veste super tranquilo, mas não é nada sexy. Mas né, sexy vou ser depois que puder voltar a rotina normal. No momento me contento com o linda e mãe. hahaha

#8 O baby não quebra ou fica doente por passear. Ou seja, se você já estiver se sentindo bem: SAIA de casa. Coloca uma roupa bonita, tira esse pijama horroroso e passa um corretivo na cara…e SAIA. Ter uma companhia ajuda, mas até ir a padaria é melhor que ficar em casa. Levamos o Alec para almoçar na Oktoberfest com 12 dias, eu estava bem apreensiva (mas não pelo fato dele ir para a festa, só por não estar acostumada com a rotina ainda) e deu tudo certo. Hummmm…tá, não tão certo assim…nos atrapalhamos no retorno e ele ligou a sirene (leia-se: chorou MUITO) no carro até chegarmos em casa. Essa mudança do colo para a cadeirinha é uma coisa que precisamos aperfeiçoar. E não, não tenho bebê conforto por opção mesmo.

#9 O parto é uma experiência singular. Eu poderia descrevê-lo de uma forma mais realista, mas cada mulher passa pela experiência e curte ela de formas diferentes. Só tenho uma coisa para dizer, tive uma recuperação maravilhosa da cesária. Lembrando que os exercícios que fiz na gravidez me ajudaram na recuperação! Nem que a vaca tossisse eu passaria por um parto normal, mas como falei, decisão pessoal mesmo. Cada mulher DEVE ter o direito de escolher como quer parir seu filho! Por isso eu levanto a bandeira: decida o que você quer e simplesmente faça o que lhe parecer correto. Não escute as defensoras de parto normal demais, nem as de cesária demais. Só você sabe o que é melhor para você! Leia bastante sobre ambas as formas, inclusive a do parto humanizado. Se optar por uma delas, erga a cabeça e toca a ficha. A experiência será somente sua e ninguém deve decidir por você!

#10 Estrias…mesmo usando os melhores cremes (Mustela, Hidramamy, e os óleos de amêndoas) eu ganhei três acima do umbigo na última semana da gestação. Sério, uma semana antes de ter o Alec. Mas né, quem acompanha o #Insta sabe que eu fiquei um balão nestes últimos dias. Meus pés mesmo, eram verdadeiros pães. =D Mas como diz meu marido, são marcas de guerra e depois se me incomodarem posso tratá-las.

 

É isso aí.

Beijos, Ká.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest

Compartilhe =D