Socorro! Estou ficando careca.

  • 1
  • 14 de junho de 2016

 

Resolvi falar sobre algo que me incomodou bastante no pós-parto, mas com uma luz no fim do túnel. Falarei sobre a temida queda de cabelos! Eu realmente pensei: Socorro! Estou ficando careca.

Calma mamãe, você não irá ficar careca. Pelo menos não no quesito figurado. =]

Preferi esperar até ter certeza que eu não iria perder todos os fios de cabelo da minha bela cabeleira para só então escrever este post, para falar com propriedade mesmo. Sabe como é, certo?!

Eu perdi MUITOS, mas MUITOS fios nos primeiros 6 meses após o nascimento do Alec. Na verdade, inclusive na gravidez eu identifiquei que estava perdendo uma quantidade além do normal. Só que era bem menos, afinal, não sei vocês…mas eu tomei um milhão e setecentos mil e duas vitaminas. O que eu imagino, contribuiu para a manutenção preventiva da temida queda. rs

Mas foi lá pelo terceiro mês do Alec que eu me desesperei, tinha fio por todo lado. Lavar o cabelo era assustador, escovar então!? Senhor. Mas aí, perto do sétimo mês, melhorou bastante.

Claro que tem vários fatores que contribuem para isso: stress, falta de sono, alimentação, esgotamento físico e psicológico, hormônios (esses benditos que só causam problemas!) e também a mudança de peso brusca pela qual passamos. Em média, nós perdemos entre 100 a 125 fios de cabelo todos os dias…após o nascimento do baby esse número pode subir para 500.

Mas voltando a o que eu estava falando, depois passa. Aí vem os LINDOS cabelos novos! Sensacionais! Fica tudo lindo, tu se olha no espelho e luta (mas LUTA mesmo) com os chumaços que tendem a sair (criar vida mesmo!) do rabo de cavalo que tu fez. Sabe aquela escova que tu quer fazer no seu cabelo para sair, pois é, enfia spray na cabeleira e vai. haha Exagerei?! Brincadeira. Mas no meu caso eu estou passando por uma fase de recuperação da fartura capilar e ela é nítida (by the way, o Alec está com 8 meses).

E só mais uma coisa, eu preciso contar. MORDI a língua FORTE. Para quem me conhece, eu tinha uma vasta juba. Cabelos loiros até a metade das costas! Aí, durante a gravidez e após o nascimento do bê eu me vi com os fios super quebradiços e me forcei a cortar os cabelos. Achei o máximo, gostei do resultado (MESMO!), mas mordi a língua. Afinal, eu sempre falava: Toda mulher quando vira mãe corta o cabelo. Eu? Eu não vou cortar e tralalá. Gente, assim…falando bem a verdade. É uma mão na roda sensacional ter cabelos curtos quando se tem um filho pequeno em casa (inclusive limita a área de alcance das lindas mãozinhas que tudo agarram). Mas assim, de coração <3, eu preferia ter mantido o cabelão. Claro que cresce de novo, estou ok quanto a isso, só vai demorar um pouquinho.

Em resumo, guenta coração que o cabelo volta ao normal. Assim como a pele que foi tão esticada também! O que não volta mais? Provavelmente seu coração. Esse minhas amigas, não há o que fazer para voltar para o seu peito. Ele literalmente começa a bater fora. No meu caso, ele dorme tranquilamente na minha cama neste momento…tem 8 meses, resmunga bastante e acelera do zero ao cem em segundos quando engatinha! ;]

 

Beijos, Ká.

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest

Compartilhe =D