Meus amigos estão casando e tendo filhos. E eu (…)

Sabe, para começar esse post eu pensei na seguinte pergunta: E daí?!

Alguns dos meus amigos estão casando, outros tendo filhos, alguns resolveram que nada disso tem haver com o momento deles atual e (…) OK! Quem sabe alguns nunca venham a ter filhos, é uma decisão só deles. E tantos outros digam que casar é muito brega e simplesmente juntem as escovas enquanto a vida em conjunto fizer sentido. Às vezes sou egoísta o suficiente para reconhecer que a mudança toda que um filho provoca na vida é bem aterrorizante, talvez se eu soubesse tudo que mudaria teria aguardado um pouco mais (ou não!), porque você já não pode largar tudo e sair por aí sem rumo e pensar: %#$@-se hoje vou ser #V1daLoka, largar meu emprego e mudar para outro país! haha

Existe uma pressão bem ultrapassada que sofremos volta e meia, a da tradição. Se você está solteira, deve achar um namorado. Se está casada, precisa estar sempre feliz. Se é mãe e trabalha, precisa dar conta. Se é mãe e não trabalha, não pode reclamar. Se não quer ser mãe, vai contra a natureza. Se quer, está apressando as coisas. São tantas besteiras que não me surpreende às vezes surtarmos e nos permitirmos nos fechar. Fechar mesmo, interiorizar e manter uma distância de tanto julgamento inútil.

Conheço algumas pessoas que eu gostaria que tivessem filhos porque tenho certeza que criariam grandes pessoas, passariam para frente o senso de justiça e respeito. Dariam limites e seriam excelentes exemplos (…) mas ei, como eu disse, a decisão só cabe à elas. Não tenho nada haver com a vida delas e muito menos você!

É estranho como, vez ou outra, tendemos a replicar velhos conceitos, mesmo que inconscientemente. O de esperar que alguém com 30 anos esteja casado, com filhos e vivendo uma vida estável é um conceito bem tradicional. Não sei você, mas conheço pessoas muito interessantes que fogem totalmente a essa regra e outras totalmente sem graça que se encaixam como uma luva. Apesar de ser super OK se enquadrar neste perfil, vamos combinar que uma pessoa com 30 anos hoje (principalmente as mulheres) possuem muito mais vivência de mundo e independência do que as antigas gerações.

Sendo mãe eu descobri uma coisa: nem todo mundo nasce para ter filhos. Assim como, nem todo mundo têm o sonho de casar, quer viver em uma cidade pequena ou quer se jogar para uma metrópole e ter um puta emprego.

Quando começarmos a respeitar os sonhos dos outros, talvez tenhamos entendido até que ponto a nossa opinião importa realmente.

E daí que ela decidiu ficar solteira? O que te interessa se ela quis ter filhos com 40 anos? Quem precisa da sua opinião se você acha que eles começaram a namorar cedo demais? Ou mesmo, se resolveram juntar as escovas antes de casar. Pressão é um saco e ela vem de vários lados: família (eu tenho um filho, quero ter somente um – ao menos é o que penso hoje, mas já me perguntam quando vou ter mais um), amigos, no trabalho, da sociedade. Mas acima de tudo, da nossa própria cabeça.

Portanto, se seus amigos estão tendo filhos e casando (…) e daí?! 

Beijos, Ká.

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest

Compartilhe =D