Carta para meu filho

  • 2
  • 30 de outubro de 2015

Antes de tudo, não (…) não é uma carta, é um post. Mas ficaria ainda mais fofo se fosse escrito à mão. Infelizmente, quem me conhece sabe, tenho uma tendência a iniciar um texto com a letra linda e finalizá-lo com uma grafia que lembra muito as receitas dos médicos. Por este motivo, redijo este post com a expectativa de facilitar a vida dos leitores. rs

Aí vai:

<3 <3 <3

 

Antes éramos 3. Eu, papai e xuxu.

Agora somos 4. Mas parece que sempre deveria ter sido assim. Difícil explicar!

Mamãe é brava, mas coração mole. Papai é teimoso, ponto.

Você é fofinho, mas puxou o pai. rs

Você sonha sorrindo.

Agora, depois de um mês, caíram as primeiras lágrimas. Mamãe sorriu, ao invés de chorar contigo.

Mamãe tenta comer pelo menos 2 vezes antes de realmente conseguir terminar o que tem no prato. Mas tudo bem, continuo te amando. Mas uma dica, na adolescência, evite pedir qualquer coisa para sua mãe quando ela estiver com fome. A negativa será grande, ofereça um pão de queijo. E um café…mamãe adora café.

Nosso maior desejo é que você seja feliz, independente das escolhas que fizer. Entretanto, não pense que será fácil. E quando você tiver errado, terá que consertar sozinho. Isso poderá lhe custar algumas lágrimas, mas é a melhor forma de aprender.

Life is tough. Essa frase ainda fará muito sentido.

Você respira alto, assim como a xuxu e o papai. Vocês 3 em breve dormirão todos na sala! Só estou esperando você crescer um pouquinho.

Tem vezes que eu me seguro para não te morder, muitas delas eu não consigo.

Papai quebrou a mão logo após você nascer, mas te segurava com ela quebrada mesmo. Ele xingou algumas vezes (…) não aprenda palavrões com o seu pai. Eles são feios!

Somos tatuados. Você poderá tatuar o seu corpo, só lembre-se que é para sempre. Use a cabeça e não tatue coisas que só farão sentido momentaneamente. Ah, e lembre-se: será necessário aguardar até os 18 anos e você terá que pagar pela sua tatuagem. E sim, um de nós irá querer conhecer os trabalhos anteriores do tatuador.

Mamãe é ciumenta. Viva com isso! Não diminui com o tempo, pergunte para o seu pai. Ele já convive com isso há, pelo menos, 13 anos.

Espero que você trate as mulheres com gentileza. Espere, não só as mulheres, à todos que mereçam (inclusive os animais). Quem não merecer, utilize-se da política. Sim, seja político.

Estude. O conhecimento é a única coisa que não podem lhe tirar.

Aprenda outras línguas. Ou, no mínimo, aprenda inglês. Você terá o mundo todo para conhecer, comunicar-se com facilidade irá agilizar a sua vida.

Viaje. Conheça pessoas diferentes, puxe conversa com locais, visite os lugares menos turísticos. Viaje, viaje, viaje. Gaste o seu tempo com o que lhe trará histórias para contar. Nunca desperdice o tempo, ele poderá parecer longo quando se é criança, mas a verdade é que ele passará tão rápido que quando você ver (…) eu já serei avó dos seus filhos.

Esqueça os preconceitos bestas. A hipocrisia é o pior defeito do ser humano. Não nos envergonhe com pensamentos retrógrados e opiniões sem fundamento. Mamãe e papai não têm muita paciência com isso.

Seja autêntico, só evite ser excêntrico. Nada de cabelos compridos, por favor. Eu sei que isso é super pessoal, mas existe a probabilidade da mamãe cortar seu cabelo sem querer enquanto você dorme.

Use seu dinheiro com sabedoria.

As pessoas morrem. Difícil, não é?! Mas é a regra geral da vida, você sempre sentirá falta de quem já te deixou…por isso, mantenha quem você ama perto de você. Nós iremos discutir, e muito, mas não tome atitudes impensadas como “fugir de casa” sem antes me deixar um bilhete com o endereço.

E por fim, ame. Mas que seja uma pessoa legal, ein. Como já te expliquei, o ciúmes da mamãe é algo nato. Se ela não for legal, só lamento (para ela, no caso). rsrs

Join the discussion 8 Comentários

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest

Compartilhe =D